CASA VINHAIS DE SÁ
 

História

A CASA VINHAIS DE SÁ data de 1932. A impressão mais directa que se constata na construção é a de algum eruditismo na província, contendo-se nos seus elementos meramente decorativos ligados à arquitectura. Sente-se ou pressente-se esta atitude no tipo de rasgamento, no uso da cal, das argamassas, da telha "Marselha" e até o uso da cor. Uma vez que as argamassas são de uso relativamente recente, posterior ao séc. XVIII, a falta de calcário no nordeste deu à cal "importada" um carácter de luxo, que só os ricos se podiam permitir. Esta singularidade contrapõe-se às rudes alvenarias não argamassadas correntes em Lamalonga. O resultado é de um conjunto harmónico de várias proveniências. O mesmo será dizer que aqui a arquitectura popular e arquitectura erudita se misturam, se influenciam mutuamente na construção em causa. Da solução construtiva, característica da região, acrescenta-se a preocupação estética.

A CASA VINHAIS DE SÁ é constituída por um conjunto de peças arquitectónicas que, ao longo dos tempos, foram nascendo das necessidades determinadas pelo tempo e pelo lugar. Apresenta-se hoje como um edifício único, tranquilo, bem implantado no terreno, voltando as costas ao frio do norte, e com actualidade para resistir ao novo uso. Tal novo uso é agora de uma casa de turismo rural, tendo-se recuperado a antiga casa de habitação.